Museu do Elefante será inaugurado em 2020 na Tailândia

Atualizado em: Last updated Jul 3, 2021 | Published on Oct 19, 2020

Por: Victória

Neste post vamos contar um pouco sobre a história sofrida dos elefantes na Tailândia. Entendendo o contexto, vamos apresentar sobre um projeto social e governamental que promete ajudar os grandalhões a voltarem a sua origem, que foi e sempre será a mata. O museu do elefante na Tailândia faz parte de um grito de socorro que os gigantes estão soltando para nos pedir ajuda!

Os elefantes na Tailândia sempre foram animais sagrados e respeitados que participavam em cerimônias reais e do dia a dia da população. Muito mais do que meros animais de estimação ou, pior, instrumentos de trabalho, os elefantes tem um status de respeito pelos tailandeses. Ou pelo menos tinha…

Receba dicas e informações sobre a Tailândia

    Museu do elefante na Tailândia: história

    Há centenas de anos os elefantes e tailandeses viviam em comunidade. Os animais eram parte da família e ajudavam não só com as tarefas domésticas mas também a defender a população em caso de guerra.

    De uns tempos para cá o desmatamento vem causando um problema imenso para os elefantes e seus defensores, que antes viviam de agricultura e caça. Com a falta de subsídios para se alimentarem, os elefantes passaram de membros da família a palhaços de circo, fazendo acrobacias e vivendo às custas do turismo animal que tanto repudiamos.

    Com um extenso território de florestas, a Província de Surin é um dos principais exemplos dessa relação entre os tailandeses e elefantes vivendo em comunidade e como o desenvolvimento econômico interferiu negativamente.

    As florestas foram devastadas e seus moradores ficaram sem comida, plantas medicinais e, com isso, sem meios de sobreviver. Em consequência, ambos começaram a ver no turismo animal uma alternativa.

    É nesta mesma província que o museu de Elefantes foi criado, para dar voz a um problema gigante que tem sim uma solução. Construído numa área de 5.400 m² e cerca de 480.000 tijolos de argila, o complexo traz a tona a história sagrada e sofrida desses animais gigantes e adorados.

    Elefante sofrendo exploração animal por causa do turismo na Tailândia.

    Não dá pra sentir a tristeza só de olhar a foto? Elefantes não foram feitos para serem atração turística. Foto: Tripadvisor.

    Você vai amar nossos posts de Halloween: Cobras na Tailândia e Koh Tao: a ilha da morte na Tailândia.

    Saiba tudo sobre a construção do museu em Surin, Tailândia

    Com paredes altíssimas, o prédio pode ser considerado uma construção horizontal já que, com seus espaços abertos e sua falta de teto, dão a sensação de infinito.

    O espaço tem corredores largos e parecem ter sido feitos para que os elefantes circulassem por ali. Os espaços abertos e arejados com certeza ajudarão contra o calor da Tailândia.

    Os tijolos, feitos de argila, foram criados resgatando uma técnica artesanal utilizada há centenas de anos na Tailândia. A argila usada no projeto foi modelada e totalmente produzida pelos tailandeses da província de Surin, ajudando a comunidade a se sustentar e cultivando a cultura local. Além disso, o arquiteto diz ainda que a argila muda a propagação do som, o que torna o lugar ainda mais interessante.

    Criado em forma de labirinto, o museu dos elefantes na Tailândia, é uma junção de corredores com galerias que mostrarão a história dos grandalhões. O museu tem o objetivo de educar seus visitantes a respeito da história de forte ligação entre os homens e elefantes, principalmente a respeito da civilização Kui, originária de Surin.

    Tailandeses acreditam que esse povo tem uma conexão extraordinária com os animais e esperam resgatar esses costumes e combater o desmatamento e desemprego de sua população.

    Forma de labirinto do museu do elefante na Tailândia.

    Forma de labirinto do museu do elefante na Tailândia. Foto: Bangkok Project Studio.

    Você sabia que temos passeios incríveis na Tailândia?

    Veja aqui sobre os passeios em Phi Phi que organizamos. Os principais são o One Day Trip, passeio de lancha compartilhada com guia brasileiro e reserva de longtail boat privativo.

    Nós também temos passeios em Phuket, Krabi, Bangkok e Chiang Mai.

    Ah, e se estiver fazendo um mochião pela Ásia, temos parceiros naIndonésia e Camboja!

    Sobre o projeto

    O museu faz parte do Elephants World, um projeto governamental ambiental que cuida das necessidades dos elefante. O plano, que já está em andamento, tem o objetivo de criar, além do museu de elefantes, um campo para cultivo de alimento para os grandalhões e também restaurar áreas devastadas da província de Surin, na Tailândia.

    O que mais chamou a atenção, além da ideologia incrível que o projeto tem, é a sua arquitetura. E o que orgulha a população da Tailândia é que, quem está por trás disso são tailandeses que conhecem a história secular de amizade e carinho entre o homem e o elefante.

    O Bangkok Project Studio é o responsável pelo plano e, a empresa, já ganhou diversos prêmios mundo afora. Com um estilo bastante característico, a companhia criou estruturas que, além de muito bem feitas, auxiliam a comunidade local a se reerguer e voltar ás suas origens.

    Outros exemplos de projetos da empresa são o Kantana Institute e o Boonserm Premthada. Assista o vídeo para entender um pouco mais da genialidade dos seus criadores:

    Os idealizadores do projeto dizem que o objetivo do museu não é se lamentar pelo passado e sim fazer com que o povo tailandês volte a ter orgulho de suas origens e que aprenda, novamente, a coexistir com os elefantes.

    Como ainda não conhecemos o projeto pessoalmente não podemos recomendar 100% a visita ao local mas, com certeza, assim que for inaugurado, iremos verificar.

    Gostamos de acreditar que este é um plano que realmente foi criado com o intuito de trazer os elefantes da Tailândia “de volta para casa” e não apenas ser mais um dos falsos “Santuários de Elefantes” espalhados pelo país.

    Nós não concordamos de maneira alguma com o turismo exploratório de animais e muito menos com o elephant riding (montar em um elefante). É por isso que decidimos compartilhar com você que, como nós, se importa com a preservação desse animal maravilhoso e que, cada vez mais, está perdendo o seu espaço.

    Corredores abertos do museu.

    Corredores abertos do museu. Foto: Bangkok Project Studio.

    Participe dos nossos grupos para troca de dicas e informações:

    Como chegar no museu do Elefante na Tailândia?

    Localizado na fronteira com o Camboja, outro país do Sudeste Asiático, Surin fica a 340km de Bangkok (a capital da Tailândia). Você pode ir para Surin de trem, ônibus, van ou avião. Segue as opções possíveis saindo de Bangkok:

    • De trem são cerca de 8h de viagem e custa de THB 590 a 1.160 (R$ 106 a 210). No site da 12goAsia você pode ver horários, valores e reservar.
    • De ônibus ou van são 6h30 de trajeto com valor de cerca de THB 500 (R$ 91). Saiba os horários disponíveis e reserve aqui.
    • Outra opção é reservar um voo de Bangkok a Ubon ou Buri Ram (aeroportos mais próximos de Surin) e, depois, pegar um taxi ou trem para a província. O trajeto pode demorar de 5 a 7h e custar de THB 1.800 a 3.500 (R$ 326 a 635).
    • Também é possível alugar um carro ou uma moto (não recomendado)
    Museu do Elefante será inaugurado em 2020 na Tailândia, Passeios em Phi Phi

    Um pouco mais do interior do museu. Foto: Bangkok Project Studio.

    Fontes de pesquisa:

    Seguro viagem para a Tailândia é essencial!

    Contrate um seguro viagem de qualidade e confiável. Nós recomendamos a World Nomads, que tem atendimento em português pelo Whatsapp e a SegurosPromo, nossa parceira nacional.

    Para contratar a World Nomads use o código PROADAVIDA5 para ter 5% de desconto e na
    SegurosPromo o código PPP10 para ter 10% de desconto.

    Assista essa playlist para te ajudar a escolher o melhor seguro viagem!

    Planeje bem o transporte da sua viagem pela Ásia!✈️🚌🌏

    O continente é formado por muitas ilhas, regiões montanhosas e distâncias longas e isso exige algumas horas de locomoção de um lugar para outro. A nossa dica é usar 12Go Asia para pesquisar e reservar os principais transportes e evitar perrengues durante a viagem.

    Você conhece os nossos serviços?

    Nós organizamos não só Passeios em Phi Phi mas em várias cidades da Tailândia e países do Sudeste Asiático. Veja nossos principais tours e não deixe de ler os comentários ao final de cada página com as experiências dos nossos clientes:

    Passeios em Phi Phi e diversas cidades e ilhas da Tailândia: agência brasileira com guia falando português - Sudeste Asiático

    E aí, o que achou do post sobre o museu do Elefante na Tailândia? Esperamos ter te ajudado a planejar a sua viagem. Não se esqueça de ler o nosso blog e o naproadavida.com já que damos dicas para aproveitar ao máximo esse país maravilhoso. Nós também temos conteúdo sobre a Ásia em nosso Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube, dá uma olhadinha!
    Se tiver alguma dúvida deixe aqui embaixo nos comentários que iremos ficar super felizes em responder.
    Ah, e quando souber a data que fará a sua viagem para a Tailândia não deixe de entrar em contato com a gente para combinarmos os melhores passeios em Phi Phi e outras cidades.

    Receba dicas gerais e informações da Tailândia

      Planeje sua viagem

      Vai ajudar ainda mais na sua viagem:

      Gostou? Então comenta aí! 😊

      16 Comentários
      1. Ana Carolina

        Já quero conhecer esse museu do elefante, valeu por compartilhar e já estou aguardando seu feedback sobre o lugar.

        Responder
        • Victória Farina

          Nós também queremos MUITO visitar o museu do elefante na Tailândia, Ana!!

          Responder
      2. Angela Martins

        Não sabia da existência desse Museu do Elefante na Tailândia. Adorei a proposta e o projeto arquitetônico. Ótimo post

        Responder
      3. Marcela

        Mais uma atração linda na Tailândia! Não vejo a hora de ir conhecer o museu e os elefantes também rsrs

        Responder
        • Victória Farina

          Então Marcela, os elefantes vão ficar no lugarzinho deles na mata e você pode ir ver somente o museu, ta? 🙂

          Responder
      4. Danielle

        Eles são tão explorados, que nada mais justo do que homenageá-los! Quando fui à Ásia, fiquei horrorizada em ver a forma como os asiáticos exploram esse puro animal. Eles são tão doces, que nem percebem a força que tem perante qualquer um e se deixam ser escravizados.
        Em Chiang Mai, eu visitei uma instituição que reutiliza as fezes dos elefantes para produção de papel reciclado.

        Responder
        • Victória Farina

          Que interessante esse lugar em Chiang Mai, Dani! Então, na verdade eles são torturados por muito tempo para “esquecer” a força que tem e por isso que o turismo com animais é tão revotante!

          Responder
      5. Luciana Rodrigues

        Torço muito para que com o museu do elefante nasça uma conscientização sobre a preservação e respeito do habitat natural do animal.

        Responder
      6. Murilo Pagani

        Que legal a iniciativa do governo da Tailândia em criar o Museu do Elefante.

        Acho importantíssimo esses projetos. Muitas vezes, é através desta pratica que realmente conseguimos educar tanto a população do país como também os turistas, né?!

        Espero que o objetivo seja alcançado com sucesso!

        Responder
        • Victória Farina

          Nós também achamos super interessante e por isso queremos compartilhar essas notícias da Tailândia com vocês, Murilo! Obrigada pelo comentário 🙂

          Responder
      7. Carla Alexandra Fernandes Mota

        É incrível ver o caminho que a Tailândia tem feito ao longo dos anos no que toca à evolução dos direitos dos animais, no geral, e do elefante, em particular. Criar um Museu do Elefante na Tailândia é mesmo um sinal tremendo.

        Responder
        • Victória Farina

          Com certeza esse museu do elefante é uma mudança necessária e essencial para essa conscientização, Carla! Esperamos 🙂

          Responder
      8. Debora Maraston

        Será que finalmente os elefantes terão o seu espaço resgatado? Será que eles serão respeitados novamente? Eu espero que sim e torço para que este museu do elefante seja o primeiro das alternativas que virão para o elefante voltar a ter a sua vida de volta.

        Responder
      Enviar um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      Iniciar conversa
      1
      Fale conosco em português
      Sawasdee Kaaa 🙏🏽
      Você tem alguma dúvida sobre os passeios? Envie uma mensagem aqui no nosso WhatsApp!